Como escolher meu primeiro whey: passo a passo

 

Você tem ouvido falar bastante dos suplementos, que ajudam a acelerar a resposta do seu corpo aos exercícios. Um dos mais consumidos no mundo é o whey protein, ideal também para o iniciante musculação, já que as proteínas são os macronutrientes responsáveis pela construção e reconstrução muscular.

Agora você vai saber exatamente porque ele é tão famoso e como escolher o melhor whey protein para você!

1º passo – Descobrindo o que é whey protein

O whey protein responde por 60% das vendas de todos os suplementos ao redor do planeta, mas muita gente nem sabe direito do que se trata. Na verdade, ele nada mais é do que a proteína do soro (do leite), uma substância totalmente natural, extraída durante o processo de transformação do leite em queijo – e se você pensou naquela água amarelada que fica no saquinho do queijo minas, por exemplo, acertou em cheio.  

Não, o whey protein não é uma invenção da indústria dos suplementos importados, mas uma forma melhorada e mais saborosa para você ingerir o soro, que em sua forma original é extremamente perecível. O interessante é que as propriedades de favorecimento do crescimento muscular, reforço do sistema imunológico e aumento da força física já eram descritas em 420 a.C., pelo pai da medicina moderna, o médico grego Hipócrates.  

E continuou sendo conhecida através dos séculos, só que o soro era dado para fortalecer os animais, como os porcos. Claro que uma hora surgiu a ideia de incluir a proteína do soro na alimentação humana e comercializá-la, sendo realizadas diversas pesquisas científicas até que se chegasse à fórmula como é conhecida hoje, o whey protein.   

2º passo – Entendendo como o whey protein funciona

Bom, mas se o whey protein é apenas uma proteína, o que ele tem de tão especial em relação às demais? Além de ter uma grande quantidade de proteínas, acontece que o valor biológico (VB – que classifica a eficiência nutricional de alimentos e suplementos) é muito alto, e quanto mais alto ele é, maior a quantidade de proteína absorvida pelo organismo.

Faça a comparação: o ovo, que é o alimento natural de maior VB, tem 100 pontos nessa escala (peixe 83, carne de vaca 80, frango 79) e o whey protein, dependendo da marca e da sua qualidade, varia de 104 a 159.

Some isso ao baixo teor de gorduras e carboidratos; zero de caseína, uma substância altamente inflamatória; e rico também em aminoácidos essenciais – que como não são produzidos pelo organismo precisam ser adquiridos pela ingestão de alimentos e/ou suplementos e são essenciais para sintetizar as proteínas.

Além disso tudo, o whey protein também tem digestibilidade maior do que as demais proteínas, promovendo a entrada rápida desses aminoácidos na corrente sanguínea.  

3º passo – Conhecendo os vários tipos de whey protein no mercado

Há várias formas de produção do produto, que pode ser potencializado para atender a diferentes propósitos. Veja quais são os tipos de whey protein:

Whey protein concentrado (WPC)

Composto pela proteína intacta, o whey protein concentrado contém de 25% a 89% traços de gordura e lactose, e, por isso, tem absorção mais lenta.

Whey protein isolado (WPI)

Com 90% a 95% de proteína em sua composição, o WPI pode ser produzido através da filtragem com reagentes (WPI – Isolado Íon Exchange) ou pela filtragem de maneira mecânica (Isolado Micro Filtrado), com menor teor de sódio.

Whey Protein Hidrolisado (WPH)

Com proteína isoladas quebradas em partículas menores, o WPH tem absorção rápida no pós-treino contribuindo para a construção muscular. É a melhor opção para intolerantes e alérgicos a lactose.

4º passo – Escolhendo o whey protein

Preço

O mais importante é pensar o custo x benefício do produto. Por exemplo, os whey protein isolados e hidrolisados são os mais caros, mas você não precisa pagar mais caro se não tem alergia nem intolerância à lactose ou se só o usará como contribuição protéica, na primeira refeição. Neste caso você pode escolher o concentrado, que traz ótimos resultados e o preço é mais acessível.

Objetivos

O whey protein reduz o catabolismo proteico, ajudando no ganho de força e reduzindo a perda de massa muscular nas dietas para a perda de peso, por isso é ótimo para quem quer malhar para emagrecer, até porque também aumenta a sensação de saciedade, liberando o colecistoquinina (CCK), um hormônio gastrointestinal responsável pelo controle do apetite e da glicemia, e suprimindo a produção de grelina, hormônio que estimula o apetite.  

Nestes casos, o aporte não precisa ser tão rápido, então o whey protein concentrado, cuja digestão é mais lenta, é indicado, salvo para os alérgicos ou intolerantes à lactose. A dica, no entanto, é consultar um nutricionista para determinar a quantidade ideal de proteína na sua dieta, evitando uma ingestão acima do indicado.

Para suporte imediato de proteínas

Já quem quer ou precisa de rápida absorção, a versão isolada e hidrolisada é a mais indicada, tanto para esvaziamento gastrointestinal e entrada mais rápida de aminoácidos na corrente sanguínea imediatamente antes do treino quanto para favorecer a síntese proteica na reconstrução muscular logo após os treinos.

De olho na qualidade do produto e da empresa fornecedora

Mesmo com todas essas informações, fique atento: escolha os produtos das melhores marcas para prezar pela qualidade do suplemento e também opte por empresas fornecedoras firmemente estabelecidas no mercado.

Procure as lojas que oferecem os melhores produtos e não se engane achando que elas são mais caras, muito pelo contrário, é bastante fácil encontrar promoções e descontos – mas você terá a certeza de estar adquirindo whey protein de qualidade comprovada e ainda contará com uma grande variedade de produtos, inclusive muitos deles exclusivos.

E então, pronto para acabar de vez com a vida sedentária e melhorar sua qualidade de vida? Então agora que você já sabe como comprar seu whey protein, visite a Fast Nutri e faça a sua escolha. Lá você encontrará exatamente o que precisa para otimizar seus treinos e a sua saúde!