Exercícios durante a gravidez: o que é permitido

A primeira gravidez é sempre uma época de dúvidas e ansiedade, principalmente para a mamãe que malha. Veja alguns exercícios de gravidez que você pode fazer!

 Mamãe de primeira viagem? Provavelmente você deve estar cheia de dúvidas sobre o que pode ou não fazer na gravidez, o que é perfeitamente normal.

E se você malha ou faz qualquer atividade física com regularidade, deve estar mais curiosa ainda para saber o que pode ou não ser feito nesses meses em que está preparando seu filhote para vir ao mundo.

Por isso, nós separamos algumas dicas para você saber quais os exercícios de gravidez que podem ser feitos sem risco para você ou seu bebê.

Mas lembre-se, nossas dicas não substituem a opinião do seu médico e não valem se houver alguma restrição em relação a atividade física na gravidez. Antes de fazer qualquer exercício, consulte seu médico.

Exercícios na gravidez mais indicados para as mamães: caminhada e alongamento

 A caminhada e o alongamento são os mais indicados para a gravidez, já que são exercícios que, além de fazerem bem à saúde, também ajudam a desestressar a futura mamãe.

A caminhada, por exemplo, é ideal para mulheres que eram sedentárias antes da gravidez.

A dica é beber bastante água para manter a hidratação, usar um bom tênis para evitar lesões, usar roupas bem confortáveis e caminhar de 3 a 5 vezes por semana evitando os horários de sol mais forte, entre 10 e 16h.

Já os alongamentos podem ser feitos tanto por iniciantes quanto por atletas mais experientes, geralmente por toda a gravidez – mas sempre com um profissional qualificado ao lado para observar e orientar sobre a melhor forma de fazer o alongamento.

Musculação leve, exercício que ajuda a aguentar o peso do barrigão

 Além das mudanças hormonais, há aumento do fluxo sanguíneo e de líquidos, que, combinados à mudança no eixo do corpo, faz a mulher se sentir mais cansada. Uma saída é a musculação leve, exercício que deve ser feito por quem já malhava antes de engravidar.

O levantamento de peso, no entanto, deve ser reduzido à metade, evitando a sobrecarga no assoalho pélvico, joelhos, coluna e tornozelos.

Hidroginástica: reduz dores e inchaços

 Recomendada mesmo para quem era sedentária antes da gravidez, a hidroginástica pode trazer muitos benefícios. Aliada a uma alimentação saudável, ela ajuda a reduzir o inchaço das pernas por causa do acúmulo de líquido, as dores nas costas e nos pés.

A recomendação é que seja feita de 2 a 4 vezes por semana, geralmente durante os 9 meses de gestação.

Bicicleta ergométrica nos 2 primeiros trimestres

Já a bicicleta ergométrica geralmente só é recomendada durante os dois primeiros trimestres de gravidez. Esse exercício na gravidez pode ser feito entre 3 e 5 vezes por semana, mas é preciso evitar abusos.

Uma das precauções é não deixar o batimento cardíaco ultrapassar 140 bpm e ficar de olho na quantidade de suor: sudorese excessiva pode ser sinal de que está na hora de parar.

No final da gravidez, o próprio barrigão deverá gerar desconforto para a prática da atividade.

Pilates melhora a postura a qualquer momento

O Pilates pode ser praticado de 2 a 3 vezes por semana e é excelente para melhorar a postura, fortalecendo a musculatura. Além disso, ele também tem exercícios que melhoram a respiração e a frequência cardíaca, além de promover o alongamento do corpo.

É interessante também por ter alguns movimentos bem específicos para esses meses.

Dança para relaxamento

 A dança é um bom exercício de gravidez, principalmente para quem já a praticava antes de engravidar. No entanto, é preciso cuidado, já que a atividade é aeróbica e pode haver algum rompimento de fibra indesejado.

Por isso, o alongamento deve ser realizado para relaxamento, assim como a dança, sem ter a performance como foco principal.

Exercícios que você não deve fazer durante a gravidez

 Alguns exercícios são desaconselhados mesmo para quem não tem nenhum tipo de restrição. Geralmente são atividades de grande impacto e que podem causar dores ou até mesmo prejudicar o bebê de alguma forma.

Entre eles estão os abdominais, os jogos com bola, a musculação pesada, a corrida extenuante, lutas ou artes marciais e exercícios que envolvam saltos, como treino pliométrico.

No entanto, é preciso que a gestante compreenda que cada caso deve ser analisado individualmente e que nenhum exercício deve ser realizado sem a autorização do médico responsável pelo neo-natal.

Converse com ele também a respeito da suplementação mais adequada à alimentação e cumpra todo o calendário de exames.

Assim como em qualquer época, também na gravidez os suplementos devem ser utilizados por orientação médica, mas sempre de qualidade comprovada. Na Fast Nutri você encontra os melhores produtos importados do mercado e ainda aproveita diversas promoções. Venha ver e faça o seu pedido!

Deixe uma resposta