Tudo sobre a Dieta Cetogênica

Quem vive na luta contra o peso sabe como essa pode ser uma guerra ingrata. Afinal, é aquela velha história: ganhar é fácil, mas perder exige um esforço que às vezes parece sobrehumano.

Mas há um aliado está chegando de mansinho para equilibrar as forças. A dieta cetogênica não chega a ser novidade, mas está fazendo o maior sucesso entre os famosos.

Veja por que ela promete emagrecer até 8 quilos em um mês e como melhor aproveitar seus resultados!

Dieta cetogênica: afinal, o que é?

Você sabe que não há milagres quando o assunto é perda de peso. Por isso, é essencial conhecer bem como funciona a dieta cetogênica para segui-la à risca, mas com consciência dos seus riscos.

Primeiro, é claro, é preciso saber como ela funciona. Basicamente, a dieta tem alimentos proibidos – ricos em carboidratos – e permitidos – ricos em gorduras e proteínas.

O que acontece é que o organismo começa a consumir sua própria gordura para garantir energia ao corpo – que geralmente é retirada dos carboidratos.

A ideia, no entanto, não é eliminar totalmente os carboidratos. O ideal é que eles sejam reduzidos enquanto, por outro lado, o consumo de proteínas deve aumentar através de ovos, carnes, peixes e queijos.

A dieta cetogênica é considerada tão eficiente que é possível emagrecer de 8Kg por mês a até 5 Kg por semana.

Como surgiu a dieta cetogênica?

Não, a dieta cetogênica não é uma novidade. Na verdade ela foi criada em 1920 como um plano alimentar para ajudar crianças com epilepsia, já que inibe a ocorrência de convulsões.

Hoje é utilizada também para o tratamento de pacientes com câncer. Isso porque, atualmente, sabe-se que as células cancerígenas adoram se alimentar dos carboidratos – justamente o que é retirado da dieta cetogênica.

No entanto, conforme foi observado o emagrecimento rápido, a dieta cetogênica começou a ser usada também para fins estéticos.

Benefícios e riscos da dieta cetogênica

Como tudo na vida, entretanto, a dieta cetogênica também tem dois lados. Ela traz vários benefícios para o corpo, como:

  • É rica em ácidos graxos, as gorduras do bem. Os mais conhecidos – e também os mais benéficos – são os ômega 3 e 6. Entre seus benefícios para o organismo estão o tratamento de depressão, proteção do coração e artérias, fortalecimento do sistema imunológico, tratamento e prevenção de vários tipos de câncer, entre outros;
  • Emagrecimento extremamente rápido. O corpo passa a usar a gordura presente no corpo e nos alimentos. O produto final dessa combustão são as cetonas, que fazem com que o organismo entre em estado de cetose – aumentando o metabolismo, o gasto calórico e a taxa metabólica basal. Vem daí o nome da dieta.

Suplementos combatem efeitos colaterais

Como toda dieta, a cetogênica também tem efeitos colaterais. Sem a glicose, por exemplo, o fígado, responsável pela fonte energética celular, fica sobrecarregado.

O mesmo acontece com os rins, havendo a possibilidade de formação de cálculos. Por isso, o ideal é manter a dieta cetogênica por no máximo 3 meses.

Por outro lado, até que o corpo se acostume com a nova alimentação, pode haver uma fase de cansaço físico e mental.

E, por fim, observa-se também a perda de nutrientes, fibras, sais minerais e vitaminas que deixam de ser ingeridos através dos alimentos proibidos. Complementar a dieta cetogênica com suplementos é essencial para manter o corpo perfeitamente saudável.

Alimentos permitidos x alimentos proibidos

De uma forma geral, portanto, a dieta cetogênica é bastante simples. No entanto, para que funcione ela exige disciplina. Não há um dia liberado nem possíveis adaptações.

O corpo só entra em fase de cetose depois de alguns dias de dieta levada a sério. E a ingestão de qualquer tipo de bebida alcoólica, e em qualquer quantidade, faz com que o corpo volte à estaca zero.

O ideal é buscar o apoio de um nutricionista para criar um plano alimentar cetogênico. A proporção de macronutrientes deverá ser:

  • Gorduras: 60-75% das calorias
  • Proteína: 15-30% das calorias
  • Carboidratos: 5-10% das calorias

Confira os alimentos permitidos:

  • Frutas: menos as que são basicamente carboidrato, como o abacate;
  • Embutidos: presunto, linguiça, salsicha, bacon;
  • Queijos, iogurte sem açúcar e creme de leite;
  • Azeite, óleo de coco, margarina e manteiga;
  • Sementes: linhaça, girassol, chia etc;
  • Castanha, amendoim, avelã e nozes;
  • Molhos de queijo, mostarda e maionese;
  • Carnes, peixes e ovos;
  • Legumes e verduras;
  • Água de coco.

Alimentos proibidos:

  • Pizza, lasanhas, massas em geral e iogurte com adição de açúcar;
  • Bolos, doces, chocolate e biscoitos em geral;
  • Feijão, soja, grão de bico, ervilha;
  • Leite achocolatado em pó;
  • Arroz, milho e macarrão;
  • Farinha de trigo, aveia;
  • Adoçantes e açúcar;
  • Torradas, pão;

Não esqueça que, assim como qualquer outra, a dieta cetogênica também deve ser acompanhada por um nutricionista. Por outro lado, não esqueça dos suplementos, eles são essenciais para repor os nutrientes que não serão ingeridos na dieta.

Compre seus suplementos onde a prioridade é a qualidade dos produtos. A Fast Nutri tem os melhores suplementos importados, sempre com ofertas e promoções. Venha conhecer a loja e aproveite nossos descontos!

Deixe uma resposta